Eu não vou mais te esperar.

Outro rostinho, os mesmos elogios. Outra voz, as mesmas conversas. Outra desculpa, mas a mesma mancada de sempre.

Eu sei, eu disse que meu coração estava tranquilo e, acredite, ele está. Hoje eu sei de quem dependo, agora aprendi quem sou e qual meu propósito. O sorriso de Deus é o objetivo da minha vida. Tenho focado nisso e só isso é minha prioridade. Mas não vou negar, seria ótimo se você aparecesse, às vezes, eu realmente desejo que você apareça logo.

Outra notificação, uma mensagem chegou. É hora da operação de proteção: seja gentil sem ser boba, faça a diferença, seja legal e não crie expectativas. Por último e mais importante, ore “Papai, blinda meu coração”.

Se funciona? Até agora funcionou.

Já olhei pra outras carinhas esperando encontrar a tua. Ouvi outras vozes esperando reconhecer a tua. Vi outros sorrisos procurando pelo teu. Alguns quase me convenceram, mas logo estava eu ali, de novo, dizendo “não, não é ele”.

Quando o coração começa querer bater mais forte, entro em estado de alerta. Sei que essa belezinha é expert em nos pregar peças, um Phd em armadilhas amorosas, então preciso de reforço “Papai, não deixe o inimigo brincar com meu coração de novo”. E Papai nunca me deixa na mão. Logo algo acontece, uma palavra chega, uma atitude demonstra, ou a falta dela afirma: “não é ele”. Evitei outra decepção. Legal, excelente, mas sabe, isso também cansa, por isso já decidi: não vou mais te esperar.

Antes de isso ser sobre nós dois, isso é sobre Papai. Eu não vou arriscar ficar longe dele outra vez, tampouco quero fazer algo que atrapalhe os planos dele pra mim, entende? Decidi seguir a vontade dele ao pé da letra. Timtim por timtim. E eu sei que consequentemente essa decisão me levará até você. Foi por isso que eu decidi que não vou mais te esperar.

Não quero mais ficar te procurando por aí. Não quero mais esses questionamentos de onde, quando e como, borbulhando na minha mente. Preciso me libertar disso tudo. A ansiedade não é mais a mesma, mas ela ainda existe e eu quero exterminá-la de vez. Parece radical, eu sei, mas quanto menor ela for, mais feliz eu serei e, na verdade, acredito que mais perto de você estarei.

Não quero mais me preocupar cada vez que um garoto vier falar comigo, não quero ficar medindo as palavras, as ações ou pensando e repensando sobre o que vestir, falar ou quão alto posso gargalhar. Não vou mais ficar com vergonha de cantar, de dançar, de dizer com todas as letras o que apoio ou não, de expor os meus porquês, de mostrar quem sou.

Eu pensei que já estava assim e, realmente, estou infinitamente melhor do que antes. Mas sei que há ainda mais liberdade esperando por mim, uma liberdade que flui da fé em um Pai que é Deus e me ama, me ama com o maior, melhor e mais verdadeiro amor do mundo.  E esse Pai, que me ama tanto assim, faz com que todas as coisas cooperem para que a boa, perfeita e agradável vontade dele pra mim se cumpra.

Então, meu amor, se você é parte de tudo isso, tenho certeza de que, ainda que eu esteja sem maquiagem, que tropece na tua frente, que esteja rouca e você acabe ouvindo minha voz desafinada, ainda que você me veja justo naquele dia em que eu estiver super cansada, sei que dentro de você Papai vai gritar “É ela”. Tenho certeza de que, mesmo se eu ficar envergonhada na primeira conversa, mesmo se não der tempo de você conhecer todas as minhas qualidades e ouvir todas as minhas histórias, sei que Papai, que me conhece muito bem, vai dizer pra você “É ela”. Sei que dia após dia, com a amizade crescendo, com os propósitos se unindo, Papai vai continuar sussurrando pra você “É ela”.

É claro, dizer é fácil, mas você viu quantos motivos eu tenho pra descansar? É até uma ofensa pro Papai eu ficar ansiosa e toda preocupada. Você vai chegar, no tempo certo. Vou ver teu rosto, reconhecer tua voz, sorrir com teu sorriso e finalmente dizer, sem dúvida alguma: É ele! Enfim, estou determinada, mas o assunto é serio, por isso senti que te devia uma explicação. Então, é isso, meu amor. É por isso que eu não volto atrás na minha decisão. É por isso que eu não vou mais te esperar… não mais dessa maneira! E verdadeiramente, eu sei que você agradece.

Amandinha Feliciano

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s