Orei pelo meu inimigo

Não se escandalize, por favor. Eu não sinto raiva, nem ódio por essa pessoa. Mas ela me feriu de uma maneira que aos olhos humanos eu deveria considerá-la um inimigo.

Será que você é capaz de imaginar a dor que eu senti? O meu sofrimento foi desprezado, meu sentimentos não foram levados em conta. Havia apenas alguém proferindo palavras maldosas a meu respeito, alguém me machucando propositalmente da maneira mais dolorosa que ela conhecia para me ferir. Alguém que outrora eu amava com todas as minhas forças, agora me feria com todas as suas forças.

Talvez você já tenha passado por alguma situação assim. Talvez já tenha sido enganado, usado, ferido. Talvez já tenha se sentido traído e iludido. Você sofreu e talvez até hoje, às vezes, ainda se pergunte “Como puderam fazer isso comigo?”.

Já era madrugada e meu coração estava em pedaços, mas minha alma exultava com prazer no meu Deus. Eu ainda tinha fé e isso fazia com que uma paz inexplicável invadisse meu peito, apesar da tempestade lá fora.

Depois de chorar bastante, com o coração anestesiado e as feridas começando a ser estancadas, eu me lembrei da pessoa que tinha causado cada uma delas e pensei: “ Eu fui ferida, mas estou encontrando paz, pois sei que Deus está cuidando de mim. Mas será que essa pessoa, que me feriu, também está? Será que Ela também teve um encontro com aquele que pode curá-la e libertá-la?”.

Com o rosto sobre o colchão e os joelhos dobrados no chão, eu orei pelo meu inimigo. Naquele momento, pensei em como eu gostaria que alguém orasse por mim se, ao invés dele, fosse eu que estivesse nessa situação. Senti compaixão. Comecei trazer à memória toda e qualquer necessidade que ele poderia ter e orei, orei até que lágrimas caíssem do meu rosto.

Desesperadamente, eu clamei a Deus para que alcançasse essa pessoa. Não a pessoa que sempre foi sincera comigo, que sempre me deu atenção, que foi amigo de verdade e que cuidou do meu coração. Não essa pessoa. Eu orei pelo meu inimigo. Por aquele que foi a causa dessas cicatrizes que ainda carrego no coração.

de-joelhos

 

Resultado?

Não, essa pessoa ainda não me pediu perdão. Não apareceu na porta da minha casa arrependida. Mas eu sei de duas coisas que aconteceram nessa noite:

O Senhor ouviu a minha oração, porque foi sincera e creio que ele abençoará essa pessoa que foi alvo de cada um dos pedidos a Ele. E, além disso, eu sei que antes mesmo que essa oração pudesse alcançar e transformar a vida dessa pessoa, ela já alcançou e transformou a minha vida…

Hoje estou mais parecida com Jesus!

Amandinha Feliciano

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s